domingo, 21 de junho de 2009


Parábolas do Corpo
Maria do Mar Fazenda

O ensaísta e tradutor João Barrento, no prefácio de Parábolas e Fragmentos de Kafka, apresenta a estrutura da parábola da seguinte maneira: “A etimologia grega do nome, que é também o da figura geométrica aberta, com dois braços, um eixo e um foco, implica que alguma coisa é colocada ao lado (para-) da outra, que o sentido é lançado (-boléin) para uma zona-outra, adjacente, inesperada, obscura.” A parábola (em torno do corpo) é como, e por impulso, numa só linha conseguimos conter o trabalho de Catarina Botelho (Lisboa, 1982) que é agora reunido na sua segunda exposição individual e apresentado num prédio sem actividade no Chiado. Seguimos o desenho da parábola proposto por Barrento para aproximar a sua forma à prática de Botelho. O enunciado (um dos braços da curva) tem sido a constante e persistente concentração num determinado trabalho – fotografar (retratar) situações da sua intimidade –, o foco de convergência é a economia inerente às suas imagens, o eixo é a própria artista, a sua vida e trabalho; finalmente, a vertente de sentido (o outro braço espelhado) é produzida pela tensão que se gera em torno de dialécticas como arte-vida, presença-ausência, corpo-vazio, luz-sombra, etc. Uma realidade concreta, a das fotografias, é agora distribuída sensivelmente por uma casa, colocadas em função das entradas de luz que descrevem. A intimidade das imagens povoa as divisões e o observador no trajecto de as descobrir é lançado para uma narrativa-outra. Os outros dois blocos de trabalho apresentados em “Dias Úteis”, a série "Modo Funcionário de Viver" e o livro de artista "Termo de identidade e residência", são também dispositivos curvos no seu processo (o registo diário de uma mesma existência) assim como na sua apresentação (uma divisão ladeada por imagens e um livro em harmónio). No texto do catálogo, a curadora da exposição, Filipa Valladares, convoca o género da still life como enquadramento a partir do qual podemos pensar o trabalho de Botelho. Acrescentaríamos que esta óptica não se circunscreve apenas às naturezas mortas (fotografias sem pessoas), que nesta exposição se assumem de modo destemido, mas a toda a sua pesquisa visual. Uma toalha sobre a cadeira é tão ou mais corpo do que os corpos que estão em algumas imagens, ainda que ausentes, ou melhor, é sempre sobre o registo da memória do corpo que a artista se parece concentrar; produzindo “imagens do pensamento”.

in L+Arte junho

1 comentário:

  1. Assalamualaikum Salam sejahtera untuk kita semua,
    Sengaja ingin menulis sedikit kesaksian untuk berbagi, barangkali ada teman-teman yang sedang kesulitan masalah keuangan
    Awal mula saya mengamalkan Pesugihan Tanpa Tumbal karena usaha saya bangkrut dan saya menanggung hutang sebesar 750juta saya sters hamper bunuh diri tidak tau harus bagaimana agar bisa melunasi hutang saya, saya coba buka-buka internet dan saya jumpa situs angka togel dan pesugihan AKI DARMO, awalnya saya ragu dan tidak percaya tapi selama 3 hari saya berpikir, saya akhirnya bergabung dan menghubungi AKI DARMO kata PARAH MEMBER AKI. pesugihan yang cocok untuk saya adalah pesugihan penarikan uang gaib 3 Milyar dengan tumbal hewan, Semua petunjuk saya ikuti dan hanya 1 hari Astagfirullahallazim, Alhamdulilah akhirnya 3.M yang saya minta benar benar ada di tangan saya semua hutang saya lunas dan sisanya buat modal usaha. sekarang rumah sudah punya dan mobil pun sudah ada. Maka dari itu, setiap kali ada teman saya yang mengeluhkan nasibnya, saya sering menyarankan untuk menghubungi AKI DARMO DI 082 = 310 =142 =255 situsnya http://sporttoto4d.blogspot.co.id agar di berikan arahan. Toh tidak langsung datang ke jawa timur, saya sendiri dulu hanya berkonsultasi jarak jauh. Alhamdulillah, hasilnya sama baik, jika ingin seperti saya coba hubungi AKI DARMO pasti aki bantu
    ATAU ANDA BERMINAT ANGKA TOGEL DI JAMIN TEMBUS 2D.3D.4D.5D.6D.7D.9D.SAMPAI 12 ANGKA HUBUNGGI AKI DARMO MASALAH ANDA BISAH DI PENUHI

    ResponderEliminar